Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Guerra à Celulite #2

Há uns tempos postei aqui que sou uma das vítimas da celulite e que estava determinada a fazê-la diminuir (não digo eliminá-la, porque sei que é uma utopia). Na realidade não tenho feito nada de muito especial neste sentido. O objetivo está sempre presente, alguns cuidados também, mas não passei a estar 2h por dia no ginásio, nem estou a fazer tratamentos de corpo a toda a hora. Pelo contrário, a minha prioridade tem sido o meu baby e quando há tempo penso em como posso melhorar a minha vida profissional (construir a minha carreira e ganhar um ordenado razoável). No entanto, neste momento já estou com menos 22Kg do que estava no final da gravidez e menos 6 do que na fase pré-gravidez. Ora, e como é que isso se reflete no meu corpinho? Muito. Na realidade estou com bastante menos volume. Se avaliasse apenas em função do volume, diria que perdi mais peso do que aquele que na realidade perdi, porque de facto as roupas estão me todas mais largas, especialmente as calças. O meu corpo está mais magro, com menos volume, mas mais flácido. Não ganhei uma única estria, mas nota-se que a pele está a precisar de ser tonificada. E a celulite por consequência, ainda é aos quilos, mas considero que se observa uma pequena redução. Não posso dizer que perdi muita, porque continuo a ter muita e é difícil avaliar as mudanças. Mas claramente, há menos celulite. O que me deixa muito satisfeita.

 

Uma vez (talvez um ano antes de engravidar) fui a um médico especialista que me observou as pernas, disse que eu não tinha nenhum problema de saúde e que a minha celulite se devia à componente genética e ao excesso de peso. Para a perder sugeriu perder peso, mas deixou claro que ia ter sempre celulite. Ora bem, saí da consulta 60€ mais pobre e muito mais deprimida. No entanto, as mudanças que se observam dão me um novo alento e fazem-me perceber que talvez seja possível ter muito menos celulite. Até ao momento a receita tem sido emagrecer, graças à amamentação, mas também a uma alimentação mais cuidada. Como muito pouca carne vermelha e fritos, bebo praticamente só água, como bastantes vegetais e frutas, algum peixe e muito franguinho. Consegui reduzir, tal como queria, o consumo de bebidas com gás. Só bebo muito esporadicamente quando a comida é muito gordurosa, e opto por uma cola zero. Retomei há pouco tempo o ginásio e, apesar de ir poucas vezes, tenho apostado em trabalhar a celulite e as coxas. Muitos agachamentos, lounges e outros exercícios muito pouco agradáveis de se fazer.

 

Agora é continuar e daqui a uns tempos pode ser que possa começar a fazer as aulinhas no ginásio em calções. O que para mim seria um sonho. Recentemente estava com o meu marido na Sport Zone a dar uma vista de olhos e vi uns calções de running lindos. Lembro-me de lhe ter dito “muitas pessoas sonham em ir às Maldivas. O meu sonho é poder vestir uns calções destes” e é mesmo. E como o sonho comanda a vida, eu vou continuar a sonhar e a tentar.