Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

2013 chegou ao fim, o que esperar de 2014?

É verdade que a passagem de ano já aconteceu há uns dias atrás, mas com o nascimento do meu nenuco não tive tempo para assimilar que já estou num novo ano, nem sequer para fazer a reflexão habitual.. o balanço do ano que termina e a definição de objetivos para o novo ano.

 

2013 foi um ano especial. Foi centrado na área familiar.. foi quando engravidei e foi quando nasceu o meu primeiro filho.. isto é de facto muito especial. Por muito que se imagine o que é ser pai ou mãe, o que é estar à espera de um filho, na verdade estas experiências são muito mais intensas e avassaladoras do que aquilo que se imagina. 2013 será um ano inesquecivel por tudo isto. Na realidade o verdadeiro desafio e dádiva será ver o meu filho crescer todos os dias, mas a surpresa e o alivio de dar à luz uma criança saudável e perfeita não tem preço e supera tudo. Por isto, só posso estar muito feliz com o que 2013 me reservou e só posso querer que 2014 seja a continuação deste estado de felicidade e contemplação. 

 

Não fiz planos para 2014, mas há duas áreas que neste momento merecem a minha atenção. Por um lado, espero que 2014 me permita continuar a ver crescer o meu filhote de forma saudável e feliz na companhia dos meus familiares mais próximos. Com o nascimento de um rebento o papel dos avós ganha vida e a importância que eles têm na nossa vida eleva-se ainda mais, pelo que espero que 2014 me permita tê-los perto de mim, felizes e saudáveis. Por outro lado, gostava de em 2014 dar o salto profissional que tanto ambiciono. Gostava mesmo muito de ter a oportunidade que desejo. Gosto do que faço, mas sinto necessidade de evoluir, por à prova outras competências e desenvolver novos conhecimentos. Sei que o que tenho feito até então me valoriza e que estou a evoluir em termos de competências, mas.. Quero mais. Sou capaz de mais. Mereço mais. 

 

Quanto aos desejos tipicos de passagem de ano.. alimentação mais saudável, ser mais generosa, ir mais vezes ao ginásio,.. não fiz nenhum. Já tenho maturidade suficiente para saber que são objetivos que se conquistam diariamente, com determinação e persistência, mantendo o foco no que realmente importa. Não faz sentido aventurar-me em dietas malucas a partir do dia 1 ou estar focada durante 2 semanas em mudar todos os comportamentos, se isso acaba por gerar ansiedade e minar qualquer possibilidade de sucesso. Tenho maturidade para saber que sou capaz de perder peso, conseguir uma imagem melhor, ser melhor pessoa,.. no fundo realizar comportamentos que me fazem sentir bem e que contribuem para que eu goste cada vez mais de mim. Para tal, só tenho de acreditar que consigo e incorporar pequenas mudanças no meu dia-a-dia, gradualmente e sem ansiedades. 

 

2014.. estou preparada para lutar, trabalhar e suar. Venham daí os desafios e as recompensas.

 

Feliz 2014 a todos!