Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Falsas intenções

Durante este mês, expandiu-se a noticia de que a Apple e o Facebook vão oferecer no pacote de plano de seguro o congelamento de óvulos. Isto porque, por volta dos 30 anos, as mulheres sentem pressão para a maternidade e desta forma, a opção do congelamento dos óvulos permitirá às mulheres serem mães mais tarde, mas com a segurança de que a sua "semente" mantém a qualidade de uma idade mais precoce. Aparentemente liberta-se a mulher da "pressão biológica" e estas poderão vivenciar a maternidade sem a preocupação do efeito da idade na biologia. O que é apresentado como uma medida inovadora e a favor das mulheres, possivelmente até incluida nas medidas "amigas da familia" é claramente dissimulada. Na realidade consiste apenas em mais uma forma de controlo das vidas dos colaboradores e uma forma de pressão para que as mulheres adiem a maternidade e se foquem apenas na carreira. Claramente, os EUA é o país em que tudo acontece. Se por um lado, existem empresas que claramente empregam políticas e benefícios que estimulam um equilíbrio entre carreira e familia, por outro lado, há aquelas que vão cada vez mais longe e querem fazer dos colaboradores máquinas, tratando-os como objetos e controlando as suas vidas. Compreendo que uma empresa queira colaboradores focados e dedicados. Tenho noção de que a maternidade muda o foco e a disponibilidade mental, emociocal e fisica, mas trambém acredito que com medidas adequadas as empresas podem favorecer o desempenho de ambos os papéis - profissional e parental - e que desta forma, a empresa pode sair beneficiada. Julgo que numa medida como a anunciada se esquece o fator emocional, se esquece o quanto é importante as pessoas viverem felizes e satisfeitas, para que isso se possa refletir na sua produtividade. Não acredito que as pessoas que vivem 100% focadas no trabalho, sem tempo para hobbies, amigos, familia, namoro, viagens,.. possam ao fim de alguns anos continuar a sentir-se felizes e satisfeitas com a vida que têm. Não acredito que não acabem por ficar insatisfeitas com o trabalho. Mas é só a minha ideia, quem sou eu?