Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Estrias.. mais vale prevenir que remediar

Cinco dicas para evitar estrias na gravidez

Estrias, estrias, estrias,.. haverá imperfeição corporal mais horrorosa que as estrias? NÃO. Ok, a celulite também é muito má, mas tem solução. Dificilmente, a 100%, mas é algo contra o qual podemos lutar. E mesmo com celulite, podemos imaginar ter um dia um corpo esbelto e atraente. Com estrias, isso é possível? NÃO. As estrias são uma praga, uma marca na nossa pele da má vida que lhe demos. Marca o nosso aumento ou decréscimo de peso. São vermelhas e brancas. Grossas e finas. Grandes e pequenas. Mas, são sempre feias e não as queremos na pele.

Quando se pensa, fala ou pesquisa sobre gravidez, a palavra e as imagens de estrias surgem de imediato. Parecem uma sombra negra e horrenda que atormenta um momento tão mágico como a gravidez. Por isso, logo que se engravida, tem que se começar a prevenção das estrias. Ora bem, e foi o que eu fiz logo que o teste mostrou os dois pauzinhos. E quem foram os meus aliados nesta luta?

 

Vários médicos recomendaram-me o Creme Barral com Óleo de Amêndoas Doces, próprio para grávidas. Foram unânimes em salientar que não seria necessário recorrer a nenhuma marca de topo ou gastar uma fortuna. Asseguraram que o Barral era suficiente e o melhor. Então, assim o fiz. Desde o início besuntei-me de Barral de manhã e à noite. Como o médico sugeriu, do pescoço até aos pés. Se no início era estranho ficar toda gordurosa, rapidamente de tornou uma rotina agradável e cuja ausência era sentida, quando por algum motivo não a colocava em prática. E besuntei-me tanto que cada embalagem durava apenas três semanas. Foram muitos boiões, mas valeu a pena.

 

 

Como o Barral é muito gorduroso e mancha as roupas, quando tinha de usar blusas, camisolas e camisas de tecidos mais finos e delicados, optei por recorrer ao Percutalfa. Também recomendado. O Percutalfa é mais fluido, nada gorduroso e rapidamente absorvido pela pele, pelo que consistiu num bom complemento ao Barral.

 Por vezes, à noite após o banho, complementava a prevenção com óleo de Amêndoas Doces. Também recomendação de mulheres que já estiveram grávidas.

 

Após o parto, recorri ao Velastisa Refirmante Pós-Parto da ISDIN. Mais espesso que o Percutalfa, mas bem mais fluido que o Barral e adequado para ajudar a refirmar a pele no pós-parto.

 

Ora e qual o resultado de tanta esfregadela e tanta gordura no corpito. ZERO ESTRIAS. É verdade, o impossível, o que eu achava que nunca iria acontecer, aconteceu. Dois meses após o parto e após perder todo o peso ganho na gravidez e com menos volume que na pré-gravidez não há uma única estrias, nenhuma testemunha da atrocidade pela qual a minha pele passou e dos muitos quilos que ganhei. Por isso, valeu muito a pena. Para uma próxima gravidez, a receita já está encontrada e a fórmula será igualmente aplicada, na expetativa do mesmo resultado de sucesso.

 

Para quem teve a infelicidade de ser atacada pelas estrias, parece haver um creme que quando aplicado numa fase inicial elimina ou pelo menos diminui em muito a visibilidade das malditas. Chama-se  Remescar e também foi o médico que me referenciou.