Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

Trivial e Singular

Um blog simples e único sobre as trivialidades e singularidades da (minha) vida

16 meses de vida

O meu baby já tem 16 meses. É incrivel, parece que foi ontem que nasceu, mas não. Estes 16 meses têm sido maravilhosos. Tenho adorado a experiência de ser mãe. Muitas pessoas queixam-se do primeiro ano de vida, mas eu adorei. Acho que estava consciente das dificuldades inerentes à situação e por isso tudo foi mais fácil. O segundo ano de vida é sem dúvida diferente. Ele tem muito mais autonomia e cada vez adquire mais.  Tudo é uma descoberta. É fantástico assistir às primeiras palavras, aos sinónimos que desenvolve para se expressar, às primeiras corridas e desafios em que se envolve. 

Temos tido muita sorte, porque ele tem sido de "ferro". Nunca ficou doente, nem se magoou. Nunca fomos aflitos para o hospital ou tivemos de telefonar ao pediatra de urgência. De facto, temos sido abençoados. Neste momento pesa cerca de 12Kg e mede 78cm. Está uma bocadinho gordinho, mas nada que preocupe, segundo o pediatra. Tem 11 dentes e mais 5 a caminho, todos espetadinhos e a apontar caminho. Há dias em que se percebe que sofre bastante com isto. Coloca as mãos na boca e tudo o que aparece à frente, baba poças de saliva durante o dia, mas ainda assim, sempre com boa cara e um sorriso nos lábios. É muito, muito divertido. Tem bastante sentido de humor. Está sempre à gargalhada, percebe o que faz os adultos rirem e provoca isso. É muito brincalhão e já se esconde e provoca situações engraçadas. Também já é bastante desafiador. Gosta de fazer o que lhe apetece, lida mal com o ser contrariado, mas está com azar, não leva a melhor (na maioria das vezes). Já faz valer muitas vezes a sua vontade, diz muitas vezes não e grita cada vez mais. 

Adora comer, muito e de tudo. Nunca resistiu a nenhum alimento e por ele, está sempre a comer. É louco por bananas ("nini"), laranjas e pão ("pu"). Felizmente, ainda não conhece os bolos e os chocolates, mas há-de chegar o dia. Tenho-me esforçado por lhe promover uma alimentação saudável, sem açucar, sal e temperos. Acho que ele vai ter muitos anos para comer porcarias, por isso não lhas vou oferecer quando ele ainda nem sabe que elas existem. Atualmente, ainda é amamentado. Deixei de dar mama à noite, porque achava que contribuia para as noites mal dormidas (acordava muitas vezes e só acalmava com a mama). Agora mama ao acordar e é uma rotina que ele adora. Tenho pensado muito sobre se devo ou não tirar a mama, mas custa-me tirar-lhe algo que sei que ele adora. As noites ainda não são fantásticas, mas já foram piores. Já existe uma rotina para adormecer (história e apagar a luz), acorda poucas vezes durante a noite, mas lá para as 5h30/6h é um despertador e chama "minha mãe", até que a mãe apareça e lhe dê a maminha. Esta tem sido a batalha. Conseguir que ele durma até mais tarde. Dorme cerca de 7h30 a 8h30 por noite e gostariamos muito que a noite fosse mais longa, por ele e por nós. 

Apesar de estar com a avó e não na creche, acho que está muito bem. Adora animais, todos os dias vê galinhas, cães e ovelhas. Sabe os seus sons e imita-os. Já vasculha a terra e apanha laranjas da árvore. Gosta de pegar na mangueira, no regador e imitar os adultos. Gosta muito de velhinhos e trata-os com carinho. Quando o levo ao parque verifico que procura estabelecer contacto com as crianças e é sempre muito simpático. Tem sempre um olá e um sorriso para para todos. É fantástico ouvi-lo pronunciar as primeiras palavras com a sua voz doce e meiga. Os avós estão derretidos, são super apaixonados e cuidadosos e o D. retribiu esse carinho. Todos os dias chama pelos avós e tias e quer sempre estar com eles. É um amor, estou eternamente apaixonada pelo meu baby.  

2 comentários

Comentar post